sábado, 25 de abril de 2009

AUSTRÁLIA - um épico maravilhoso, no entanto...

Olá

O que eu posso dizer do filme Austrália: eu sinceramente gostei! Mas não se pode dizer o mesmo do resto das pessoas. A superprodução que custou 130 milhões de dólares conseguiu arrecadar um pouco mais de 40 milhões de dólares nos EUA o que é muito pouco e não consegue cobrir os custos da produção, pois a metade do dinheiro arrecadado nas bilheterias ficam para os cinemas.
É uma pena o filme não ter feito sucesso. Sobre a atuação da Nicole Kidman essa sim é lamentável, eu fiquei com vergonha por ela pois eu gosto muito dos seus filmes, mas neste sua atuação não foi das melhores. No entanto o filme é muito bom, tem uma história emocionante cheia de surpresas e conflitos.
Sinopse: Um épico romântico de ação e aventura, que se passa na Austrália no período pré-Segunda Guerra Mundial, o filme conta a história de uma aristocrata inglesa (NICOLE KIDMAN) que viaja a esse continente longínquo onde mora seu marido, no entanto, chegando lá ela conhece um australiano rude (HUGH JACKMAN), mais conhecido como Vaqueiro.

Apesar de hesitante, ela concorda em unir forças a ele para salvar a propriedade que herdou. Juntos, eles embarcam numa jornada transformadora, atravessando quilômetros e quilômetros de um dos terrenos mais belos e ao mesmo tempo mais inóspitos do mundo, e acabam tendo de enfrentar o bombardeio da cidade de Darwin pelos japoneses que haviam atacado Pearl Harbor. Em seu mais novo filme, Baz Luhrmann nos traz um belo espetáculo cinematográfico, que engloba romance, drama e aventura.

Nesta terra distante vivem também os aborígines, um povo que possui tradições próprias e que sofrem preconceitos por parte da sociedade australiana. Os mais castigados são as crianças mestiças, que são filhas de brancos com as aborígines, essas sim são tiradas de suas famílias para viverem na ilha das missões da igreja católica.

Concluindo, eu me emocionei com o filme e sei que outras pessoas também se emocionaram, portanto, é um filme que vale muito a pena ser visto, ainda mais pelo fato de conter acontecimentos reais como os filhos dos aborígines que são retirados de suas mães e que ficou conhecido como "Infância Roubada" e o ataque dos japoneses à cidade de Darwin na Austrália, um verdadeiro massacre.

Trailer abaixo:

video

2 comentários:

  1. Ainda não assisti. Espero fazê-lo em breve. É um filme com um tema que me atrai. Mesmo sem ser um sucesso comercial, as críticas até que nem têm sido nada más...

    Abraço.

    ResponderExcluir
  2. Ainda não assisti, mas gosto do gênero.

    Valeu pela visita no meu blog, estou linkando seu endereço nele.

    Abraço

    ResponderExcluir