terça-feira, 28 de julho de 2009

HELLBOY 2 e O VIZINHO: as aparências enganam...

Olá

Em dias de frio, nada melhor do que dormir e comer. Como aqui no Paraná junto com as baixas temperaturas veio a chuva. Assistir filme foi o meu único consolo neste fim de semana. Nada de muito especial mais uma vez, porém de bastante valia para aqueles que buscam longas que não têm grandes pretextos.


1º filme: Hellboy 2: O Exército Dourado (Hellboy 2: The Golden Army, EUA/Alemanha, 2008) - AVENTURA

Sinopse: Nessa segunda aventura do anti-herói Hellboy, o reino dos seres fantásticos está em plena guerra contra a humanidade. O Príncipe Nuala (Luke Goss) resolve reunir os fragmentos de uma coroa para despertar o lendário exército dourado, composto por máquinas assassinas aparentemente indestrutíveis, para assim vencer a batalha. Mas Hellboy (Ron Perlman) e seus aliados fazem de tudo para defender o planeta.

Neste filme, Hellboy continua o mesmo. Comer doces, beber cerveja e assistir TV continua sendo seu passa tempo favorito. No entanto, sua relação com Liz Sherman parece estar passando por uma crise amorosa. Enquanto isso, a ultra-secreta Agência de Pesquisa e Defesa Paranormais tenta manter a ordem entre o nosso mundo e o reino dos seres fantásticos.

Dirigido por Guilhermo Del Toro (um diretor que eu adoro, digna-se de passagem), Hellboy 2 cumpre seu papel. Eu adoro ver personagens da Marvel virando filme. Apesar de não conhecer as HQs do Hellboy, acredito que Del Toro fez um bom trabalho. Temos romance, humor e acima de tudo bastante ação e aventura.

PS: Nas cenas finais do filme temos uma noção do que podemos ver no próximo Hellboy. Achei bastante interessante. Não julguem o monstrengo do inferno pela sua aparência. VALE ENTÃO A DICA!!!


2º filme: O Vizinho (Lakeview Terrace, EUA, 2008) – SUSPENSE

Sinopse: Um jovem casal (Patrick Wilson e Kerry Washington) acaba de se mudar para a sua casa dos sonhos, na Califórnia, e torna-se alvo do vizinho. O vizinho é um homem severo, pai viúvo e policial de Los Angeles (Samuel L. Jackson) que elegeu a si mesmo cão de guarda da vizinhança.

Esse filme me decepcionou, pois esperava uma trama mais elaborada e cenas de suspense mais vigorosas. Pela sinopse o filme não diz muita coisa. Poderia ser uma comédia, se a intenção fosse essa acho que se sairia muito bem. Mas não, pois vemos um vizinho rancoroso e cheio de malícias que inferniza (mas nem tanto) a vida do recém chegado casal - um homem branco e uma mulher negra. Acho que aí começa o conflito entre os personagens, já que Abel Turner (Samuel L. Jackson) não aceita a união dos dois. Mas aí o filme escorrega na maionese: O QUE ELE TEM HAVER COM A VIDA DOS DOIS? O QUE ELES FAZEM NÃO DIZ RESPEITO A NINGUÉM! Mas Abel não compartilha da mesma opinião que a minha. Dessa forma, começa sua saga para tornar a vida do casal num inferno e assim, quem sabe, eles possam se mudar.

É UM FILME ESTRANHO!!! O final não é dos melhores. QUEM VIU SABE DO QUE ESTOU FALANDO!!!

Abraços e até mais : )

quarta-feira, 22 de julho de 2009

CONTROLE ABSOLUTO e BIG STAN - para o momento é só...

Olá

Ainda não estou tendo muito tempo para conferir os filmes que eu tenho. Fiz uma contagem ontem e faltam 24 filmes para eu assistir. Filmes que eu já adquiri há algum tempo, mas conforme vão surgindo outros mais novos (lançamentos) eu vou deixando os mais antigos para depois.

A última leva não foi muito boa, porém serve como um bom entretenimento. Assim, os últimos filmes que eu conferi foram os seguintes:

1º filme: Controle Absoluto (Eagle Eye, EUA/Alemanha, 2008) – Drama/Suspense

Sinopse: Jerry Shaw (Shia LaBeouf) e Rachel Holloman (Michelle Monaghan) são dois estranhos cujos caminhos se cruzam depois de um telefonema feito por uma mulher desconhecida. Ameaçando a vida deles e de suas famílias, a misteriosa voz os coloca em uma série de situações crescentemente perigosas usando a tecnologia do dia-a-dia para rastrear e controlar todos os seus movimentos.

Não é um filme ruim, pelo contrário, mas deixou a desejar. É complicado imaginarmos que existe algo (neste caso o governo) monitorando nossas vidas. No entanto, isso já existe, pois somos vigiados constantemente por câmeras e quem diria que os nossos e-mails e nossas ligações telefônicas também não são monitoradas. Parece até uma teoria de conspiração, mas é esse tipo de controle que o filme aborda.

Na trama, conforme Jerry e Rachem obedecem às ordens dessa voz misteriosa – que segue seus passos constantemente - a situação se agrava. Os dois tornam-se os fugitivos mais procurados do país e precisam trabalhar juntos para descobrir o que realmente está acontecendo. O que eu não gostei do filme é que essa situação de vigia/controle parece bastante forçada. Por mais que exista esse tipo de domínio por parte do governo, não existe – ainda – uma tecnologia que pode controlar todos os tipos de aparelhos eletrônicos em geral. Pelo menos que eu saiba. Mas apesar disso, eu achei o filme bem legal, tem ótimas cenas de ação e explosão que nos consegue prender do início ao fim, típicas desse gênero.

2º filme: Big Stan – Arrebentando na Prisão (Big Stan, EUA, 2007) - Comédia

Sinopse: Ao ser sentenciado por fraude, o corretor trambiqueiro Stan (Rob Schneider) entra em pânico com o que o aguarda na prisão, principalmente a idéia de se tornar o "namorado" de algum condenado grandalhão. Aproveitando seus últimos meses de liberdade, busca a ajuda de um misterioso guru das artes marciais, conhecido apenas como O Mestre (David Carradine), que milagrosamente consegue transformar o atrapalhado malandro num especialista em kung fu.

Quando chega à prisão, Stan se vê no meio de diversas gangues rivais – dos negros, dos nazistas e até dos latinos – típico de qualquer cadeia norte-americana. Sem querer tomar lado de nenhuma delas, Stan apenas se defende com os golpes de Kung Fu que O Mestre lhe ensinou. Com o decorrer do tempo, sua fama cresce e ele se torna o homem mais respeitado da cadeia. Mas um plano ambicioso do administrador da prisão ameaça a tranqüilidade dos detentos depois que Stan tornou-se seu líder.

Poderia ser uma comédia bem interessante, mas da metade do filme pra frente o enredo perde fôlego e a história se torna bem monótona, pois tudo que era engraçado já acontece na primeira metade do filme.


Ficam aí as dicas de filmes =D

Até mais.

quinta-feira, 16 de julho de 2009

HARRY POTTER E O ENIGMA DO PRÍNCIPE - um filme fantástico, mas que não conseguiu superar o livro...

Olá

Ontem eu fui ao cinema assistir a estréia de um dos filmes mais aguardados do ano ou o mais aguardado do ano, principalmente para as crianças e adolescentes. Eu como sou fã da série já faz muito tempo, já li todos os livros e vi os filmes inúmeras vezes, estava aguardando esta estréia com muita ansiedade.

A minha história de ida ao cinema foi mais ou menos uma maratona: vi os horários das salas dos cinemas aqui da minha cidade, eu queria ir ver a sessão das 19:30, porém uma amiga me liga dizendo que todos os horários estão esgotados. Pra quê! Achei um absurdo, tentei ligar no shopping, mas ninguém atendia. Sai do trabalho e fui me encontrar com essa minha amiga. Cheguei lá era 17:15. A fila estava enorme: tinha fila pra comprar o ingresso e fila pra entrar na sala. A molecada foi em peso. Como tinha uma fila enorme, resolvi perguntar se tinha ingresso ainda pra sessão das 19:30: a moça da bilheteria disse que não, já tinha esgotado, mas que ainda tinha pro horário das18:15. Nossa, perfeito, melhor ainda! Fomos então para a sala, que lotou.

O filme começou na maior gritaria, mas conforme a história foi passando o silêncio tomou conta da sala, silêncio este que só era interrompido pelas peripécias vividas pelo cômico amigo de Harry Potter, Rony Weasley.

É nesse momento de descontração que começa meus comentários sobre o filme, que por sinal é mais sombrio que engraçado.

Sinopse: Enquanto Harry (Daniel Hadcliffe) inicia o sexto ano letivo em Hogwarts, Lorde Voldemort espalha destruição por toda a Inglaterra e a pressão para derrotá-lo torna-se cada vez mais forte. Usando um antigo livro de poções que pertenceu ao “Príncipe Mestiço”, Harry aprofunda seus conhecimentos de magia e prepara-se para a batalha. Antes, porém, ele precisa ajudar Dumbledore a descobrir o segredo da cruzada de Voldemort para conseguir a eternidade – os esconderijos de seus Horcruxes. Mas a busca pelos Horcruxes leva a uma batalha em Hogwarts, com um terrível desfecho, e Harry acredita que deve seguir sozinho para derrotar o Lorde das Trevas.

Quem leu o livro perceberá inúmeras mudanças e inclusive uma ou duas cenas que não existem na obra de J. K. Rowling. EU GOSTEI DO RESULTADO FINAL, porém a minha decepção veio a tona quando vi que inúmeros trechos do livro, que eu sonhava em ver materializado no filme, simplesmente foram ignorados pelo roteirista. Não falo de partes secundárias que não fariam a menor diferença se estivessem no filme ou não, falo sim de partes que são cruciais para a compreensão de quem era Tom Ridley e de como ele se transformou no Lord Voldemort. Acho que no filme Dumbledore mostra ao Harry três lembranças no máximo, mas no livro as lembranças são muitas, desde sobre a mãe e a família de Tom Ridley até ele mais velho, quando vai pedir emprego de professor de Defesa Contra as Artes das Trevas em Hogwarts. Também me decepcionei com a cena do lago, no livro é bem mais assustador, lembro que fiquei todo arrepiado de medo quando li. E minha última decepção foi no final propriamente dito, pois no livro Rolling narra uma batalha incrível entre os alunos de Hogwarts junto com os professores e membros da AD (Armada Dumbledore) contra os Comensais da Morte e um grupo de Lobisomens. No filme isso não acontece.

Apesar das frustrações, enxerguei inúmeros progressos na franquia. Os atores estão mais maduros – não falo isso fisicamente e sim profissionalmente – e a fotografia do filme é incrível – a melhor de todos. O ar sombrio não é surpresa para ninguém, todos vimos nos filmes anteriores que Voldemort (aquele que não deve ser nomeado) voltou a aterrorizar o mundo dos bruxos, espalhando medo a todos. No entanto, o ar cômico fica a cargo de Rony e sua namorada Lilá Brown, uma garota extremamente apaixonada por ele (do tipo grude).

Harry Potter não é mais um simples garoto que sobreviveu ao feitiço mortal, agora ele está ciente do seu papel no combate ao Lorde das Trevas. Ele tem que enfrentar Voldemort, não porque uma profecia diz isso, mas porque essa é sua vontade, já que ele matou seus pais e é responsável pela morte de inúmeros bruxos e trouxas no mundo todo. A amizade de Harry com Hermione e Rony se fortalece ainda mais e romances surgem na vida dos três. Combater Voldemort e seus Comensais da Morte não será a única preocupação de Harry, agora ele terá que encontrar os terríveis Horcruxes e destruí-los.

O tal livro do Príncipe Mestiço é um mero coadjuvante no filme – ao contrário do que se passa no livro de Rowling – mas mesmo assim a revelação de quem é o Príncipe Mestiço e a circunstância que esse fato é revelado é bastante chocante.

Analisando o filme, sem levar em conta o livro, eu o considero muito satisfatório. Mas ainda fico com a sensação de que David Yates quis agradar mais as críticas que os fãs.

DRACO DORMIENS NUNQUAM TITILANDUS

Trailer legendado:

video

domingo, 12 de julho de 2009

O MENINO DO PIJAMA LISTRADO e DÚVIDA: ótimos filmes, como já era de se esperar...

Olá

Me desculpe pela falta de post, mas é que nas últimas semanas não tive tempo para assistir filmes. Estou com vários título e prometo que assim que conferi-los os comentarei aqui no Tomada 7. Na verdade na semana retrasada eu assisti o Transformers, mas como não tinha muito o que falar (quem viu o filme sabe do que se trata) fiquei sem comentar mesmo :)

Ah recebi dois selos esses dias tbém. Logo os publicarei em meu blog!

Então, ontem e hoje consegui assisti a dois filmes e os dois atingiram a minha expectativa. Ambos muito bons, gostei muito e RECOMENDO... Vou comentá-los na ordem do que eu mais gostei.

1º filme: O MENINO DO PIJAMA LISTRADO ((The Boy in the Striped Pajamas, Inglaterra, EUA, 2008)

Sinopse: Bruno, de oito anos de idade, é o filho de um oficial nazista cuja promoção leva toda família a deixar sua confortável casa em Berlim para seguir para uma área isolada onde o menino solitário não tem o que fazer e nem com quem brincar. Muito entediado e movido pela curiosidade, Bruno ignora as recomendações da mãe de não explorar o jardim dos fundos e segue para a fazenda que ele viu a certa distância. Lá ele encontra Shmuel, um menino da sua idade que vive uma existência paralela e diferente do outro lado da cerca de arame farpado.

Filmes sobre os horrores do nazismo e sobre a segunda guerra existem aos montes, mas este é um pouco diferente, pois vemos a guerra do ponto de vista de uma criança de 8 anos - cheia de inocência e alheia ao preconceito, ao ódio e a violência que cercaram esse triste período da história alemã e mundial, onde os judeus eram levados aos campos de concentração e exterminados como animais.

Bruno na verdade não entende o que é aquilo, ele pensa que é uma fazenda, porém logo percebe que tem algo estranho com os seus moradores, pois todos usam pijamas listrados. No decorrer do filme, Bruno conhece Shmuel (uma criança judia) que vive no campo de concentração, ele o ajuda a refletir sobre o mundo adulto ao seu redor. Os encontros frequentes entre os dois garotos se transforma em uma amizade com conseqüências devastadoras. ÓTIMO FILME!!! É horrível imaginarmos que isso realmente acontecia e num período nem tão distante da nossa história. UMA PENA.

Ah: fiquei sabendo que é uma adaptação de um livro homônimo do escritor John Boyne e que o filme tem muitas diferenças do livro. Assim, fiquei curioso em ler o livro também.

2º filme: DÚVIDA (Doubt, EUA, 2008)

Sinopse: a Irmã Aloysius (Meryl Streep), diretora com mãos de ferro da escola St. Nicholas no Brox, desconfia do excessivo interesse do vibrante e carismático padre Flynn (Philip Seymour Hoffman) por um jovem estudante negro. Ambos entram em um combate verbal violento para esclarecer o caso.

Este filme é uma adaptação da peça que rendeu o prêmio Pulitzer ao dramaturgo John Patrick Shanley e recebeu 5 indicações ao Oscar. Como pode-se notar pela sinopse, a história em si é muito simples, mas é essa simplicidade que faz o filme tão interessante. São pequenos momentos, dos quais o filme está repleto, que marcam os expectadores.

O título diz tudo sobre o filme, pois quando a irmã James (Amy Adams), uma freira inocente e esperançosa conta à irmã Aloysius sobre a atitude suspeita do padre Flynn em relação a Donald, o único aluno negro da escola, a irmã Aloysius se vê motivada a empreender uma cruzada para descobrir a verdade e banir o padre da escola. Mesmo sem nenhuma prova ou evidência, exceto sua certeza moral, a irmã Aloysius trava uma batalha de determinação com o padre Flynn, uma batalha que ameaça dividir a Igreja e a escola com consequências devastadoras.

O ponto forte do filme é a atuação do grande elenco e o enredo que nos remete a dúvida em si que percorre toda a trajetória da história. Em certos momentos nos convencemos que a irmã Aloysius está certa, porém em outros o padre Flynn parece bastante verdadeiro. Não falarei mais sobre o filme, pois tudo o que eu disser soará como spoiler. Cada um que conferir poderá tirar suas próprias opiniões. EU JÁ TENHO A MINHA!!!

ABRAÇOS E ATÉ MAIS =D

quinta-feira, 2 de julho de 2009

SELOS, muitos SELOS!!!!

Olá

Nessas duas últimas semanas eu recebi vários selinhos – os quais me deixaram muito feliz. No entanto, só agora estou tendo a oportunidade de posta-los em meu blog.



Estes selos eu recebi inicialmente da Shirley do Mundo Animado (www.nomundoanimado.blogspot.com) e depois recebi os mesmo do Paulo Roberto do Pensando Imagem e Som (www.pensandoimagemesom.blogspot.com).

O primeiro selo Prêmio Mouse de Ouro é um reconhecimento carinhos aos blogueiros que transmitem amizade, gentilezas, respeito, carinho, sendo criado com a intenção de promover a confraternização entre os blogueiros na Blogosfera.

Quem o recebe o e o aceita deve seguir algumas regras: 1. Exibir o selo; 2. Linkar o blog pelo qual recebeu o prêmio; e 3. Escolher outros blogs (quantos quiser) para ganhar o selo. Dessa forma, escolho todos os blogs que eu acompanho.

O segundo selo é Este Blog Tem Glamour, quem tem as seguintes regras:

1. Listar cinco desejos de consumo que os deixam mais “glamourosos” (rsrs) – Não entendi muito bem porque ganhei este selo, mais vamos lá aos desejos: ganhar na loteria... acho que esse desejo vale por todos!
2. Fazer uma lista com oito coisas que gostaria de fazer antes de morrer: visitar vários países do mundo, ganhar um Oscar (rsrs), escrever um livro, ter pelo menos um filho, ganhar uma medalha nas Olimpíadas (rsrs), ver muitos filmes ótimos, conhecer a Amazônia e fazer uma descoberta arqueológica (rsrs). Ri muito com esses meus desejos, acho que a metade são desejos bem difíceis de realizarem, mas não custa nada sonhar =D.

E o terceiro selo é Este Blog me faz Sorrir... Bom saber que a Shirley e o Paulo gostam do meu blog. OBRIGADO PELOS SELOS!!!!!


Mas os selos não acabaram por aqui.



O Bruno do BS Movie (www.bsmovies01.blogspot.com) e a Cris, a Regina e o Gilberto do Cinema Paradiso (www.cinemaparadisoltda.blogspot.com) me conceberam o selo Blog de Ouro que significa um termo de qualidade e incentivo pelo trabalho realizado pelos cinéfilos nos seus blogs de cinema. AGRADEÇO MUITO POR MAIS ESTE RECONHECIMENTO, já que comecei no mundo do blog meio que por acaso e curiosidade ao mesmo tempo. Admito que tenho muito o que melhorar, mas acho que estou no caminho certo.

Como não posso passar o selo a todos os meus colegas blogueiros, repasso o selinho ao Blogs:

- www.cinema-filmeseseriados.blogspot.com do Hugo.
- www.filmesdagema.blogspot.com da Gema
- www.seriadosfilmeseafins.blogspot.com da Agent Lizzie Rodrigues, Thiago Paulo e Lilly.
- www.cinemaorama.com do Pedro Tavares.

Regras p/ quem recebe indicação: 1) Exibir a imagem do selo; 2) Postar o link do blog que te indicou; 3) Indicar 4 blogs de sua preferência; 4) Avisar os seus indicados; 5) Publicar as regras; 6) Conferir se os blogs indicados repassaram o selo e as regras.




E o último selo foi Esse Blog é Pura Magia que também ganhei da Shirley do Mundo Animado (www.nomundoanimado.blogspot.com). Este não veio com regras, dessa forma repasso o carinho para todos os queridos colegas blogueiros que eu acompanho.